Cada ser em seu caminho

À luz do próprio sonho

Entendendo a própria trilha

À sombra do abismo medonho.

 

Quero ver-te alcançar

O dia brilhante e claro

Em que poderás ajudar

De modo verdadeiro e raro.

 

Deixando para trás o vício

O torpe, o mal, precipício

O frívolo, o veneno, o crime

 

A preguiça, a covardia, o curral

Alçando o estandarte moral

Abraçando o dever que redime.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s